Após indicação de Tião Medeiros, Noroeste terá seis colégios cívico-militares em 2021

Segundo anúncio feito pelo Governo do Estado nesta segunda-feira, 26, a Região Noroeste do Paraná terá seis colégios cívico-militares implantados em quatro municípios. Santa Isabel do Ivaí, Nova Londrina e Loanda (em parceria com o deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli) terão um colégio cada, sendo eles, respectivamente, os colégios Alberico M. da Silva, Vale do Tigre e Guilherme de Almeida; já Paranavaí contará com três instituições nesta modalidade. São os colégios Flauzina Dias Viegas, Leonel Franca e Silvio Vidal.

As indicações foram feitas pelo deputado estadual Tião Medeiros, PTB, que comemorou a implantação do programa na região. Para o parlamentar, o projeto dá início a um novo ciclo educacional.

“Os colégios cívico-militares trarão mais estrutura de disciplinas, o que possibilita, também, avanços no aprendizado. É um ganho significativo para a nossa região. Os colégios cívico-militares têm os melhores Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Então, trazer isso para o Noroeste é elevar o nível de qualificação e aprendizagem de todos estes alunos”, analisa Tião Medeiros.

Ao todo, o programa será implantado a partir de 2021 em 215 colégios de 117 cidades de todas as regiões do Paraná. Serão investidos R$ 80 milhões para atender aproximadamente 129 mil estudantes.

O PROGRAMA – O modelo de ensino funcionará com gestão compartilhada entre militares e civis em escolas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e no Ensino Médio. As aulas serão ministradas por professores da rede estadual. Os militares serão responsáveis por infraestrutura, patrimônio, finanças, segurança, disciplina e atividades cívico-militares. Os colégios foram selecionados pela Secretaria de Educação e do Esporte em municípios dos 32 Núcleos Regionais de Educação (NREs) com mais de dez mil habitantes e que tenham, no mínimo, duas escolas estaduais na área urbana.

Além deste ponto, outros foram analisados como alto índice de vulnerabilidade social, baixos índices de fluxo e rendimento escolar e que não ofertem ensino noturno.

A partir desta terça-feira, 27, haverá uma consulta à comunidade escolar para oficializar a indicação. Um dos diferenciais desta modalidade em relação ao método convencional é o aumento da carga horária curricular, com aulas extras de português, matemática e valores éticos e constitucionais. A lei foi aprovada neste ano pela Assembleia Legislativa do Estado, mas o programa está sendo planejado desde 2019.

/ In Geral / By gabriel / Comentários desativados em Após indicação de Tião Medeiros, Noroeste terá seis colégios cívico-militares em 2021

Cadastre seu WhatsApp em nossa lista de transmissão para
receber as principais informações sobre o Coronavírus no Paraná!