Categoria: Agricultura

Tião Medeiros discute aproximação de produtores rurais do Noroeste e unidades do Ceasa

O deputado estadual Tião Medeiros (PTB) se reuniu nesta terça-feira (12), em Curitiba, com uma comitiva de prefeitos da região Noroeste e com o diretor-presidente da Central de Abastecimento do Paraná (Ceasa), Natalino Avance de Souza, e com o diretor técnico do órgão, Éder Eduardo Bublitz, para discutir a aproximação de produtores da região Noroeste com os centros de distribuição do Ceasa no Estado. O objetivo é melhorar a distribuição de produtos do Noroeste em todas as regiões do Paraná, principalmente da mandioca de mesa, laranja, abacaxi e hortifrutigranjeiros.

Participaram do encontro os prefeitos de Paranavaí, Delegado KIQ, de Nova Esperança, Moacir Olivatti, de Alto Paraná, Miro Santana, de Loanda, Sargento Santos, de Porto Rico, Evaristo Volpato, de São João do Caiuá, José Carlos Maia, de Itaúna do Sul, Evandro Marcelo da Silva, e de Santo Antônio da Caiuá, Osmar Stachovski. A reunião foi realizada no centro de distribuição do Ceasa em Curitiba.

Para Tião Medeiros, a região Noroeste tem um grande potencial de produção, mas que muitas vezes não é explorado em sua totalidade. “Estamos trabalhando para fazer esta ligação entre o pequeno produtor e o mercador consumidor, buscando assim alternativas de renda para o homem do campo”, explicou o deputado.

Para o diretor-presidente do Ceasa, o órgão tem extremo interesse em ajudar os produtores da região. “O Ceasa tem esse caráter de funcionar também como um agente de políticas públicas. Muitas vezes, comercializamos produtos de outros estados e que poderiam ser do Paraná”, disse. Para o diretor técnico, a região leva outra vantagem em relação a outras: a duplicação da BR-376. “O Noroeste tem uma vantagem logística grande, com uma rodovia duplicada até Curitiba. Isso barateia o frete e aumenta a competitividade”, lembrou.

“Queremos estreitar a relação entre o produtor de nossa região e os compradores e distribuidores, principalmente de Curitiba e região metropolitana. Dessa forma, pretendemos melhorar a remuneração do pequeno produtor, que vai passar a vender diretamente no Ceasa”, avaliou Tião Medeiros.

Atualmente o Ceasa conta com cinco unidades atacadistas no Estado, sendo uma em Curitiba, uma em Londrina, uma em Maringá, uma em Cascavel e uma em Foz do Iguaçu. Nestes espaços se concentra a comercialização de hortigranjeiros no atacado, realizados por comerciantes, atacadistas e produtores rurais.

Tapejara vai receber R$ 840 mil para aquisição de veículos

O município de Tapejara vai receber R$ 840 mil para aquisição de veículos para as áreas da saúde e da infraestrutura. A destinação dos recursos foi discutida nesta terça-feira (12) durante encontro entre o deputado estadual Tião Medeiros, o secretário-chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, e o prefeito do município, Rodrigo Pezão. Com os recursos, o município vai adquirir dois tratores, um caminhão e um micro-ônibus.

Para Tião Medeiros, os investimentos em Tapejara são fruto da parceria com o governo do Estado. “Estamos representando a população da cidade na Assembleia e junto ao Executivo estadual. É uma grande alegria ver nosso trabalho convertido em investimentos. Estes recursos vão auxiliar na transformação de Tapejara”, comemorou o parlamentar.

Serão destinados R$ 240 mil para a compra de um micro-ônibus para a área da saúde e R$ 600 mil para a compra de dois tratores e um caminhão, que serão utilizados para melhorar a infraestrutura na área rural e urbana do município. Os recursos são da Secretária de Estado da Saúde (SESA) e da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDU).

Segundo o prefeito de Tapejara, os recursos vêm em boa hora e, de acordo com ele, a intervenção do deputado Tião Medeiros foi fundamental. “O deputado é parceiro de Tapejara. A situação de nossas ruas está precária. Então essa parceria é importante para a recuperação da cidade”, disse.

Região Noroeste vai ganhar centro de treinamento em piscicultura para formação de criadores

A região Noroeste vai ganhar um centro de treinamento em piscicultura para formação de criadores de peixe. A notícia foi confirmada nesta terça-feira (18) ao deputado estadual Tião Medeiros (PTB), durante encontro com o secretário de Ciências, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, e o pesquisador da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Ricardo Pereira Ribeiro, que apresentou o projeto.

Por intermédio de Tião Medeiros, a secretaria vai investir cerca de R$ 1 milhão para implantar o centro, que deve funcionar nas dependências da Estação de Piscicultura da UEM com toda a estrutura de alojamento, refeitório, salas de aula e materiais para atender os produtores. A previsão é de que o projeto comece a ser implantado no meio deste ano e esteja completo até o ano que vem.

O deputado vem discutindo a proposta de criação do centro de inovação tecnológica para treinamento em piscicultura desde o ano passado. A ideia é de que o local possa formar criadores de tilápia com uma técnica inovadora, chamada de Bioflocus. No sistema, os peixes são criados em tanques sem que haja a renovação da água. O nitrogênio excretado pelos animais é assimilado diretamente em biomassa bacteriana, que é utilizada na alimentação dos próprios peixes.

Para o deputado, os principais beneficiados são pequenos criadores. “Esta é uma alternativa moderna que pode ser viabilizada com baixo custo, democratizando a criação. Pode ser implantada em pequenas áreas com baixos valores. Vamos criar mais uma alternativa de renda para produtores e atender a demanda consumidora de nossa região. Nosso objetivo é implantar políticas efetivas que deem resultados”, explica.

Segundo o professor Ricardo Pereira Ribeiro, a intervenção de Tião Medeiros foi fundamental para a conquista.  “Com o trabalho do deputado junto à Secretaria, vamos poder democratizar a piscicultura de uma maneira menos impactante para o meio ambiente”, diz o pesquisador.

Querência do Norte vai receber emenda de R$ 150 mil para patrulha agrícola mecanizada

O deputado estadual Tião Medeiros (PTB) garantiu nesta quinta-feira (30), em Curitiba, a destinação de uma emenda de R$ 150 mil para Querência do Norte. Os recursos serão utilizados para aquisição de uma patrulha agrícola mecanizada. A destinação ocorreu após uma reunião com secretário-chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, que liberou os recursos. Os vereadores do município, Carlinhos Bettim e Nardin da Porangaba, também participaram do encontro.

De acordo com o deputado, a parceria com o Poder Executivo permite os investimentos. “Estamos atuando para ajudar cada vez mais a população de Querência do Norte e toda a região Noroeste. Só temos a ganhar com nossa parceria com o governo do Estado. Fico extremamente satisfeito de fazer esta intermediação que vai beneficiar os moradores da cidade”, disse.

Para o parlamentar, a emenda é importante para auxiliar a administração municipal. “Sabemos as demandas que o município apresenta. Querência do Norte, por ter muitas estradas rurais, precisa muito de investimentos como este”, disse.

Projeto de Tião Medeiros reduz ICMS sobre operações com frutas cultivadas em território paranaense

Tião Medeiros busca investimentos para Maria Helena

O deputado Tião Medeiros visitou nesta semana uma série de secretarias de Estado para buscar investimentos para Maria Helena. Acompanhado do prefeito do município, Elias Bezerra de Araújo, o deputado se reuniu com o diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Nelson Legal Junior, com o secretário de Agricultura e Abastecimento (SEAB), Norberto Ortigara, além de representantes da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL) e da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDU). Foram discutidos investimentos, melhorias e obras de infraestrutura.

“Estamos rodando as secretarias para buscar, junto ao governo do Estado, uma série de investimentos para Maria Helena. Nossa parceria visa melhorar a qualidade de vida da população do município”, disse Tião Medeiros.

Em reunião com o diretor-geral do DER, Nelson Leal Junior, o prefeito de Maria Helena solicitou vigas para reconstrução de ponte sobre o córrego Tico Tico. De acordo com ele, o município sofreu com fortes chuvas que destruíram a ponte. O DER vai analisar o pedido.

O prefeito também pediu a cessão de dois rolos compactadores e uma pá carregadeira para realização de obras de melhoria no município. Na SEIL, foi discutida a liberação de seis quilômetros de pedras sextavadas para estradas rurais de Maria Helena.

2016-10-10-photo-00000012

Tião Medeiros, secretário de Agricultura, Norberto Ortigara, e prefeito de Maria Helena, Elias Bezerra de Araújo
der

Reunião com o diretor-geral do DER, Nelson Legal Junior

Tião Medeiros discute criação de centro de treinamento em piscicultura para formação de criadores na região de Paranavaí

O deputado estadual Tião Medeiros (PTB) se reuniu nesta quarta-feira (14) em Curitiba com o secretário de Ciências, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, e o pesquisador da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Ricardo Pereira Ribeiro, para discutir a proposta de criação de um centro de inovação tecnológica para treinamento em piscicultura. A ideia é de que o centro possa formar criadores de tilápia, principalmente na região de Paranavaí.

“Nosso objetivo é de criar um estágio de vivência para aqueles que fizerem o treinamento. Visamos implantar um mercado de criação em piscicultura no Noroeste, gerando novas formas de renda e atendendo a demanda consumidora da região”, explica Tião Medeiros.

Os estudos iniciais do projeto foram apresentados ao secretário João Carlos Gomes, que se comprometeu a apoiar a iniciativa. De acordo com ele, o projeto será estudado pela Secretaria de Ciências, Tecnologia e Ensino Superior para ser implantado já no próximo ano.

Ribeiro, que faz parte do Núcleo de Pesquisa PeixeGen, explica que centro funcionaria dentro da própria UEM, com toda a estrutura necessária para atender aos produtores, como alojamento, refeitório, salas de aula, entre outros. “O apoio político do deputado Tião Medeiros é fundamental para que consigamos levantar os recursos”, diz o pesquisador.

Programa Trator Solidário melhora a vida do homem do campo, diz Tião Medeiros

O deputado Tião Medeiros participou nesta quarta-feira (29), ao lado do governador Beto Richa, da entrega do trator de número 10 mil do programa Trator Solidário. As chaves do veículo foram entregues ao agricultor familiar Valter de Oliveira, do município de Ipiranga, nos Campos Gerais.

“Este programa representa a melhora do trabalho do homem do campo. As famílias terão muito mais produtividade e, consequentemente, o crescimento de renda. É um avanço”, disse Tião Medeiros.

Pelo programa, executado há dez anos pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (SEAB) e entidades parceiras, os tratores são financiados com preços até 20% abaixo dos praticados nas revendas, gerando substancial economia para os pequenos produtores.

Na solenidade, em Curitiba, também foi autorizada a contratação de 143 técnicos para o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) aprovados em concurso público. A Emater é responsável pela seleção dos agricultores e pela elaboração dos projetos técnicos para compra dos equipamentos do Trator Solidário.

Em dez anos, o programa contou com R$ 570 milhões para o financiamento dos maquinários, que contribuíram com a modernização e a inovação tecnológica nas pequenas propriedades paranaenses. A meta do Governo do Estado é entregar 12 mil tratores até o ano de 2018.

Desde 2011, foram financiadas mais de 4.300 máquinas e equipamentos que ajudaram a melhorar a qualidade de vida no meio rural. Com a modernização, muitos jovens ficaram no campo ajudando a melhorar a produtividade e a renda das famílias.

A estimativa da Secretaria da Agricultura é de que mais de 20 mil famílias de agricultores paranaenses tenham se beneficiado com o Trator Solidário em dez anos.

Foto: Jonas Oliveira/ANPr

Reunião discute aproximação de produtores rurais da região e unidades do Ceasa

O deputado estadual Tião Medeiros (PTB) se reuniu nesta quarta-feira (04), em Curitiba, com o prefeito de Paranavaí, Rogério Lorenzetti, e os diretores da Central de Abastecimento do Paraná (Ceasa), Natalino Avance de Souza e Éder Eduardo Bublitz, para discutir a aproximação de produtores da região Noroeste com os centros de distribuição do Ceasa no Estado. O objetivo é melhorar a distribuição de produtos do Noroeste em todas as regiões do Paraná, principalmente da mandioca de mesa, laranja, abacaxi e hortifrutigranjeiros.

De acordo com o deputado, o assunto será discutido durante uma rodada de negociações a ser promovida em Paranavaí envolvendo produtores, secretários municipais de agricultura, representantes da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (SEAB) e do Ceasa.

“Queremos estreitar a relação entre o produtor de nossa região e os compradores e distribuidores, principalmente de Curitiba e região metropolitana. Dessa forma, pretendemos melhorar a remuneração do pequeno produtor, que vai passar a vender diretamente no Ceasa”, explicou Tião Medeiros.

Atualmente o Ceasa conta com cinco unidades atacadistas no Estado, sendo uma em Curitiba, uma em Londrina, uma em Maringá, uma em Cascavel e uma em Foz do Iguaçu. Nestes espaços se concentra a comercialização de hortigranjeiros no atacado, realizados por comerciantes, atacadistas e produtores rurais.

Pedido de Tião Medeiros é atendido e governo estende crédito presumido para todos os tipos de farinhas derivadas da mandioca

O governo do Estado atendeu a uma solicitação do deputado Tião Medeiros (PTB) e publicou o decreto número 3747, que altera a redação de um regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) referente ao crédito presumido destinado ao setor da mandiocultura. Na prática, a alteração inclui todos os tipos de farinha derivadas da mandioca produzidas no Paraná no texto que regulamenta o ICMS no Estado.

A demanda de produtores, representantes do setor e do Sindicato das Industrias de Mandioca do Paraná (SIMP) foi levada a Tião Medeiros, que intercedeu junto ao secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, para pedir alteração na redação de um regulamento.

Para Tião Medeiros, a inclusão de todos os tipos de farinha na redação do texto é uma vitória do setor. “Não fazia sentido incluir um produto e deixar outro, semelhante, de fora. O setor da mandioca vem sofrendo há muito tempo com a crise, por isso precisa do benefício. Essa correção vai dar mais competitividade ao setor, possibilitando sua expansão em todo o País”, avaliou.

Na redação antiga do texto, o governo concede crédito presumido aos estabelecimentos fabricantes de amido de mandioca, amido modificado e dextrina, xarope de glicose de mandioca, fécula, farinha temperada, polvilho e mandioquinha palha. O texto deixava de fora a farinha de mandioca branca fina crua, a farinha de mandioca branca grossa crua e a farinha de mandioca torrada.

O crédito presumido é uma técnica de apuração do imposto devido que consiste em substituir todos os créditos, passíveis de serem apropriados em razão da entrada de mercadorias ou bem, por um determinado percentual relativo ao imposto debitado por ocasião das saídas de mercadorias ou prestações de serviço. “Na prática, a mudança vai possibilitar que os produtores de mandioca e os farinheiros do Paraná sejam mais competitivos no cenário nacional, o que fortalece a cadeia de produção paranaense”, explicou Tião Medeiros.

Tião Medeiros pede extensão de crédito presumido para todos os tipos de farinhas derivadas da mandioca

O deputado Tião Medeiros se reuniu nesta terça-feira (01) com o secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, para pedir alteração na redação de um regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) referente ao crédito presumido destinado ao setor da mandiocultura. O objetivo é incluir todos os tipos de farinha derivadas da mandioca produzidas no Paraná no texto que regulamenta o ICMS no Estado. Produtores, representantes do setor e do Sindicato das Industrias de Mandioca do Paraná (SIMP) participaram do encontro.

Na atual redação do texto, o governo concede crédito presumido aos estabelecimentos fabricantes de amido de mandioca, amido modificado e dextrina, xarope de glicose de mandioca, fécula, farinha temperada, polvilho e mandioquinha palha. O texto deixa de fora a farinha de mandioca branca fina crua, a farinha de mandioca branca grossa crua e a farinha de mandioca torrada.

Para Tião Medeiros, todos os tipos de farinha devem ser inclusos na redação do texto. “Não faz sentido incluir um produto e deixar outro, semelhante, de fora. O setor da mandioca vem sofrendo há muito tempo com a crise, por isso precisa do benefício. Essa correção vai dar mais competitividade ao setor, possibilitando sua expansão em todo o País”, avaliou.

Mauro Ricardo da Costa recebeu a proposta e afirmou que a Fazenda vai estudar a extensão do crédito para todos os produtos. “Se existe uma sustentação técnica, vamos levar em frente a inclusão de outros tipos de farinha no texto”, disse o secretário.

O crédito presumido é uma técnica de apuração do imposto devido que consiste em substituir todos os créditos, passíveis de serem apropriados em razão da entrada de mercadorias ou bem, por um determinado percentual relativo ao imposto debitado por ocasião das saídas de mercadorias ou prestações de serviço.